Previdência, Produtos e Serviços | julho 6, 2011

Planos de previdência privada: muito além da aposentadoria

Planos de previdência vão muito além de garantir uma renda complementar na aposentadoria. Esse tipo de produto é também uma opção interessante como investimento. A legislação vigente para os produtos de renda complementar concede vantagens financeiras, tributárias e no processo sucessório aos investidores dos planos PGBL (Plano Gerador de Benefício) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). Em ambas as opções, não há incidência do Come-Cotas (imposto de renda cobrado semestralmente em fundos de investimento), além de o investidor poder ser tributado em apenas 10% de imposto, caso esteja no regime de tributação regressiva, com no mínimo 10 anos de aplicação dos recursos.

Outro diferencial da previdência privada são os benefícios sucessórios. Em caso de falecimento do investidor, o saldo acumulado em planos PGBL e VGBL não integra o inventário e é transferido aos beneficiários imediatamente após aviso e análise da seguradora. Além disso, a indicação de beneficiários é livre e existe a possibilidade de alteração a qualquer momento. Por não integrar inventário, não há incidência de ITCMD (Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação), custos judiciais e advocatícios sobre o montante transferido.

A portabilidade, ou seja, a possibilidade de transferir todo o saldo acumulado em um plano para outro plano de mesma modalidade, sem incidência de taxas nem impostos, também está garantida por lei e é mais um benefício de se investir em um plano de previdência complementar.

O Citi disponibiliza para os seus clientes planos de previdência diferenciados e com taxas extremamente competitivas. Para mais informações, acesse nosso site ou fale com seu gerente de relacionamento.

Foto: shutterstock.com

Comentários

comentários